top of page

Como descobrir o que entregar?



Não há dúvidas sobre o diferencial competitivo e de inovação que uma empresa que incorpora uma dinâmica de trabalho ágil tem em relação aos seus concorrentes.

Realizando entregas usando métodos ágeis, é possível reorientar a atenção para o que é valor para o cliente e continuamente priorizar apenas parte do escopo de trabalho que interessa naquele momento, entregando em curtos ciclos de trabalho, diminuindo assim o risco de entregar algo que não é mais necessário.


Apesar de terem incorporado o jeito ágil de trabalhar, migrando do método tradicional para o método ágil, muitas empresas têm se frustrado, por descobrirem tardiamente que o que estão entregando, não satisfaz plenamente seus clientes diante de outras alternativas mais interessantes disponíveis no mercado.


Para evitar esse tipo de frustração, é fundamental dedicar esforços para explorar necessidades reais dos clientes, antes de iniciar um processo de entrega.

Esse período prévio à etapa de entrega, deve buscar responder basicamente três perguntas:

  1. Que problema estamos querendo resolver e que necessidades (e de quem elas são) buscamos atender?

  2. Que ideias podemos sugerir para atender as necessidades que identificamos?

  3. Como experimentar e validar as melhores ideias e nos certificarmos que elas realmente agregarão valor para o cliente?

Técnicas de design thinking, possibilitam que busquemos respostas para essas perguntas conectando conhecimentos e experiências de quem conhece muito bem o usuário final.

O processo funciona com a condução de algumas sessões de workshop, que reúnem pessoas com diferentes perspectivas sobre as necessidades do cliente, sobre as necessidades de negócios e sobre a viabilidade técnica das ideias.


Durante o processo, a equipe aprofunda e significa coletivamente o problema a ser resolvido, identifica o perfil do cliente em foco, realiza exercícios de empatia buscando conexão humana com este cliente e por fim, desenha como ele vive sua jornada atual.

Após essa exploração da realidade atual, é hora da equipe se concentrar em como pode ser sua experiência futura. Identificando na realidade atual oportunidades de melhoria da experiência, ideias são coletadas e priorizadas para em seguida, serem validadas em uma etapa chamada de prototipação.


Com o uso do design thinking, antes de iniciar um processo de entrega ágil, diminuímos a incerteza relacionada ao desconhecimento da necessidade do cliente, e possibilitamos o enriquecimento da solução, através da coleta de ideias.


Todo o trabalho de design thinking acontece em no máximo uma semana de trabalho e pode potencializar radicalmente o retorno sobre o investimento em iniciativas de agilidade.



 

Participe da próxima aula gratuita de design thinking!


4 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page